segunda-feira, setembro 5

- dance.




Os corpos suados e entorpecentes tomam conta da minha visão limitada cruzando todos os lados por onde olho, e pela primeira vez, isto não é ruim. A lua ilumina o céu escuro, e o chão vibra no ritmo na música alta e extasiante. Sinto como se o mundo se movesse ao meu redor e meus pés movimentam-se acompanhando a batida vidrante. Os movimentos simultâneos acontecem em câmera lenta de acordo com o que meus olhos captam, e a essência da espontaneidade penetra em cada veia do meu corpo dançante. A melhor forma de superar, percebendo que existem pessoas no mundo que simplesmente não valem à pena, mas mesmo assim não deixar de perceber que existem oportunidades na vida que nunca devem ser passadas em vão. E enquanto eu vou aprendendo, eu continuo na pista.


<a href="http://www.youtube.com/watch?v=p02tsqZHqKQ?hl=en&amp;loop=1"><img src="http://www.gtaero.net/ytmusic/play.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

Por Alexandre Tavares.

sábado, agosto 13

Interrompida

   Ela responde a oitava mensagem do namorado, e mente. Há algum tempo era tudo o que ela fazia, mentia, escondia para si o fato de estar com outro, de todas as maneiras, e de todas as pessoas.
   A luz da lua que entra pela janela do quarto, reflete no espelho do outro lado e levemente ilumina a cama. O outro está com um braço repousado sob as costas nuas e sardentas dela, que estica o braço para devolver o celular ao criado mudo. Ela se volta para ele, e sente a mão dele percorrer por seus cachos e envolver sua nuca fria. Os lábios tentadores e carnudos dele se envolvem aos dela, num beijo melancólico e excitante. Uma energia percorre o corpo dela como uma corrente elétrica, mas não há amor, apenas os sentidos de inocência se esvaindo de si, como o sol que se põe ao horizonte, embora retorne no dia seguinte implorando por atenção e isto é apenas a mesma história se repetindo.

* Stars, de Warpaint
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=7-G6Lrqr_iM?hl=en"><img src="http://www.gtaero.net/ytmusic/play.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

Apenas,
Alexandre Tavares.

terça-feira, agosto 2

Fora do Lugar

Eles não dormiram juntos naquela noite. Era muito mais complicado do que simplesmente se deitar lado a lado. Ela estava coberta de razão quando se tratava de como ele era estúpido e grosseiro. Ele estava cercado de incertezas quando se tratava de sentimentos. Eles na verdade nunca partilharam realmente um sentimento, eram apenas dois estranhos que se encontravam no fim do dia e transavam num motelzinho de quinta longe do centro da cidade. Era impossível descrever o que eles tinham de verdade, só era possível saber que ela estava completamente apaixonada por ele, mas agora mais do que nunca, as coisas estavam completamente fora do lugar, e tudo isso soava na mente dele enquanto ele andava pela metrópole, e tudo o que eles queriam saber era se os móveis continuariam no lugar quando essa ventania passasse.

* Drumming Song, de Florence + The Machine
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=JaLnRVFOqMo?hl=en&amp;loop=1"><img src="http://www.gtaero.net/ytmusic/play.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

Apenas,
Alexandre Tavares.

terça-feira, julho 19

Péssimos Hábitos

Eu estou preso num sentimento, distorcendo palavras para eliminar dores. Arrumando um jeito impossível de tornar essa rotina sentimental e deprimente numa anomalia incomum e saudável. Buscando uma forma de tornar o sangue que corre nas minhas veias, puro e inocente. Gritando aos quatro cantos do mundo o que está entalado em minha garganta e preso entre dois pulmões. Sorrindo para o crepúsculo ao entardecer de mais um dia, quando deveria estar jogando copos na parede. Desejando alguém que não se lembra de mim. Apegando-me fácil e dificilmente esquecendo. Sendo aparentemente a única pessoa do mundo que ainda sabe o significado de um “eu te amo”. Sendo a única pessoa do mundo que ainda fala de sentimentos quando verdadeiros e deprimentes. Sendo a única pessoa do mundo cheia de péssimos hábitos.

* Bloodstream, de Stateless
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=EeUJkbQVPEc?hl=en&amp;loop=1"><img src="http://www.gtaero.net/ytmusic/play.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

Por Alexandre Tavares.

sábado, julho 16

Intocável

O par de olhos mais verdes e puros que já observei. A pela mais levemente branca e fria que já toquei. O par de lábios mais aparentemente sensíveis e rosados que já beijei. Os fios de cabelo louros que mais caem perfeitamente aos ombros com a leveza do ar. As linhas de corpo mais bem desenhadas que se possa apreciar... Ela era dona de um silêncio gritante e de um olhar penetrante. Ela era o sorriso mais doce dentro do coração mais frio. Ela era a expressão mais indecifrável, o quente no frio, a única luz na escuridão. Sua perfeição era exageradamente grande, mas perturbadoramente intocável.


 
* No Rest, de Dry The River
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=3iUHfAChgBA?hl=en&amp;loop=1"><img src="http://www.gtaero.net/ytmusic/play.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
 
Por Alexandre Tavares.